Policiais contra uma faca.

Em meados do ano 2000, numa cidade aqui perto, Taguatinga, no Distrito Federal mesmo, eu estava de serviço com o pessoal do PATAMO(Patrulhamento Tático Móvel), quando fomos chamados por pessoas na rua, nos alertando que um problema num ônibus de linha, onde uma pessoa descontrolada estava empunhando um facão. Era noite de uma terça-feira.

Não acreditei no que vi, para minha surpresa, a pessoa estava sem camisa, só de calça jeans, mas imagine uma pessoa nervosa! O ônibus estava vazio, somente o desesperado do motorista que tentava sair, mas o descontrolado não deixava.

Nos organizamos rapidamente da seguinte forma, duas calibre 12, que todos conhecem muito bem, munições de borracha e um arma num calibre  38.1, show demais, igual a da foto abaixo, com sua respectiva munição de borracha também.

Espingarda calibre 37/38mm, de ação dupla de um tiro.

projetis de borracha

Atualmente existe uma munição que lança 12 projetis de borracha num lançamento apenas, sucesso garantido no emprego correto, causa dor excessiva e submissão, sem excessos ou reações desnecessárias em ambos os lados.

Pois bem, entramos pela porta de trás do ônibus, que já estava aberta, assumimos, corredor, laterais, em cima das cadeiras e lançamos um disparo cada um de nós em sequência, o primeiro que entrou já fez o primeiro disparo, o segundo policial foi para a esquerda do corredor, em seguida o do lado oposto, por último, eu, que estava no meio, com a 38mm. Confesso, o colega não estava satisfeito não, mas somente com o tiro de 38mm que ele resolveu parar. Também não tinha como, é uma porrada que dói demais.

Esse senhor, foi levado ao hospital(sim precisou de atendimento médico) e os procedimentos policiais foram concluídos. Mas o que ficou de interessante foi que vários transeuntes acreditaram que tínhamos tirado a vida daquele coitado. Mas dias depois ele apareceu de novo, mas não tentou nada parecido. Mas o povo comenta: esse aí é tão ruim que nem a PATAMO conseguiu matar! Não era nosso intento mesmo, na verdade nunca foi, em nenhum momento.

Mas vamos em frente.

Se existe algo ruim de encarar uma pessoa armada com faca. Aliás, toda ocorrência que foge do controle, é horrível. Mas imagine-se numa situação em que um descontrolado parte para cima de você armado com uma faca, totalmente despreocupado das consequências daquela situação.

Na sua cabeça passará mil coisas, principalmente do perigo real que aquele pequeno objeto cortante deve significar, ainda mais vindo correndo em sua direção.

Não vou falar da necessidade de treinamento para enfrentar estas situações, apenas veja o filme e reflita:

– O que eu faria?

– Estou preparado?

– Estou devidamente equipado/protegido?

– E meu colega, está?

Difícil né?

Viram o socorro dos policiais esfaqueados? pensei a mesma coisa!

Mesmo com o melhor treinamento do mundo e com muita sorte, numa situação como essa, não há como não sair ferido num confronto corpo-a-corpo como aquele.

Tudo pode dar certo, bem como alguma coisa pode dar errado.

Força e Honra!

Anúncios

Tags:, , , , , , , , , ,

About Carlos Melo

Especialista em Segurança Pública, formado pela Academia de Polícia Militar de Brasília (APMB, 1997). Exerceu cargo na Polícia da ONU (UNPOL) na Missão das Nações Unidas em Timor Leste(UNMIT -2008 e 2009), onde trabalhou em ações de investigador. Instrutor de alguns cursos na PMDF, dentre estes, do Curso de Operações Especiais, especialista em técnicas e táticas de resgate de reféns, tiro policial e gerenciamento de crises. Também ministrou palestra vários organismos públicos e privados, sobre ameaças de bomba e seqüestro relâmpago. Especialização Inteligência Estratégica e segurança da informação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: