Pára-quedista Policial ou Policial pára-quedista

A Atividade de pára-quedismo coopera para que policiais alcancem seus objetivos de trabalho junto ao grupo, facilitando a transferência e a assimilação de novas tecnologias e conhecimentos técnicos, ambientalmente saudáveis e socialmente aceitáveis.

A escolha do esporte de risco calculado, denominado de pára-quedismo ou salto de aeronaves, foi realizada porque consideramos que poucas atividades podem fornecer um estresse psicológico maior que os alcançados com os saltos de pára-quedas.

A partir dessa premissa, pode realizar-se uma comparação objetiva de todas as atividades realizadas por policiais, membros de grupos especiais, traçando ainda um comparativo entre os níveis de ansiedade geradas por outras atividades de risco, como o Rapel e o mergulho livre, descritos por seus aficionados como uma prática de alto grau adrenérgico, de longe não chegam nem perto, eheheh!!

 

 

Wallpaper - equipe da PMDF em 2007.

 

Faça o download aqui, em alta resolução: http://www.pmdf.df.gov.br/download/bope%20paraquedas_1024.jpg

Alguns colegas não concordam, temos que respeitar, assim como merecemos o devido respeito pela atividade que executamos, pelo investimento particular que realizamos até hoje e principalmente pelo fato de que, durante algum momento, estivemos representando a Corporação em diversos eventos, dentro e fora do DF. Já pensaram o tamanho da responsabilidade?

A atividade de pára-quedismo na PMDF surgiu em meados dos anos 90, quando um grupo de policiais da antiga CPChoque, interessou-se pelo esporte, possibilitando a prática em formaturas da Corporação, e até mesmo em atividades com as Forças Armadas, como ocorreu algumas vezes, nos Estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul nos anos de 1993 aproximadamente.

Devido a dificuldades relacionadas ao esporte e também devido a saída dos policiais da Unidade, o pára-quedismo na PMDF ficou paralisado no período compreendido entre os anos de 1993 e 2006, quando em outubro, apos retorno de um curso no Comando de Operações Táticas na Policia Federal, onde foi realizado alguns saltos de pára-quedas(olha aí!), um grupos de oficiais e praças, num total inicial de 6 pessoas, motivados pelo  APF Murilo Freitas, ex-oficial da briosa e caveira de 2005, incitou o retorno à atividade, propiciando a formação destes 6 policiais militares, pelo SGT FN Lameira.

Outros colegas, ainda iniciaram os saltos livres, mas devido problemas particulares(dinheiro, eheh!), não deram continuidade, infelizmente. O esporte é caro e exige um gasto constante.

Posteriormente, outros policiais e amigos de outras Instituições juntaram-se a nós, bem como deu-se início uma avalanche de cursos de pára-quedismo no BOPE.

No ano de 2008, foram realizados 4 cursos ASL, sob direção do Sr. Fernando(Fernandão), que conduziu à cidade de Boituva-SP, todos estes policiais militares e integrantes de outras corporações, tais como PRF, PF, PMERJ, FNSP, CBMDF, PCDF, para graduação no pára-quedismo.

Um detalhe interessantíssimo devo citar, que tudo foi realizado com recursos dos próprios policiais, todos nós fomos formados pára-quedistas com nosso próprio dinheiro.

Mas antes da formação de todo esse pessoal iniciamos uma série de atividades ligadas ao salto, inclusive com participações em campeonatos militares das FFAA do Brasil em Campo Grande(2007) e Manaus(2008), treinamento em túnel de vento em Goiânia, que quem conhece, sabe que não é barato não. Uma hora de túnel, custa atualmente R$ 1.800,00 aproximadamente. Neste túnel é possível simular a queda livre e aprimorar as técnicas de salto. A atividade exige controle mental e do corpo, aprimorando a coordenação mente-corpo. Segundo ROJAS (1989), os efeitos causados pela adrenalina e condicionada ainda pelas suas descargas, são precedidos por estímulos no sistema nervoso simpático, de onde brotam os sintomas físicos.

Nosso orgulho nas alturas, literalmente.

Com o passar do tempo, a experiência, o crescimento técnico, participações em diversos eventos na cidade, conquistou-se uma posição de respeito e reconhecimento na comunidade do pára-quedismo, participando até de documentários, apresentações e principalmente, iniciou-se uma colaboração na formação de outros pára-quedistas policiais no Brasil.

A PMDF, em seus cursos de operações especiais possui esta matéria em sua grade curricular, como forma de aperfeiçoar o treinamento e a capacitação do policial de operações especiais, inclusive já formou os Estados do Mato Grosso e Rio de Janeiro, em seus Cursos de Operações Especiais na matéria de pára-quedismo.

 

 

COEsp-2010/BOpE/PMERJ - Deslocamento para o avião

 

Essa tendência já foi bem aceita pelos operadores da atividade de OpEsp, que viram neste esporte uma série de vantagens que são agregadas ao profissional, como complemento de sua formação técnica.

No pára-quedismo desenvolve-se o autocontrole, o controle emocional, disciplina, espírito de equipe(você checa o equipamento do colega), coordenação motora entre vários outros atributos especiais, somando-se aos demais pontos exigidos para estes profissionais. Sem contar ainda pelo impacto psicológico, positivo obviamente, numa platéia que percebe policiais realizando uma atividade considerada extremamente audaciosa.

Somos uma equipe de atletas, assim como qualquer outra.

Assim como foi durante muito tempo, o grupo do Canil, que apresentava-se com seus cães, em diversos eventos sociais pela cidade, o grupo de pára-quedismo da PMDF também conquista a admiração e aplsusos do público, devido ao nível de coragem e adestramento que apresentam.

Fazemos tudo isso simplesmente para conhecer até onde o nosso braço alcança, com todo o respeito que temos por nós mesmos, nossas famílias e aos nossos camaradas.

Se somos pára-quedistas policiais ou policiais pára-quedistas, não vejo diferenças, mas eu sei que nós saltamos do avião com a bandeira da PMDF nas mãos. E no fundo mesmo, somente posso concluir de uma forma, que o pára-quedismo é só mais uma atividade que podemos realizar, para representar o bom nome da Instituição.

Veja mais em:

http://pmdeplanaltina.wordpress.com/2010/06/

Força e Honra!

Anúncios

Tags:, , , , , , , ,

About Carlos Melo

Especialista em Segurança Pública, formado pela Academia de Polícia Militar de Brasília (APMB, 1997). Exerceu cargo na Polícia da ONU (UNPOL) na Missão das Nações Unidas em Timor Leste(UNMIT -2008 e 2009), onde trabalhou em ações de investigador. Instrutor de alguns cursos na PMDF, dentre estes, do Curso de Operações Especiais, especialista em técnicas e táticas de resgate de reféns, tiro policial e gerenciamento de crises. Também ministrou palestra vários organismos públicos e privados, sobre ameaças de bomba e seqüestro relâmpago. Especialização Inteligência Estratégica e segurança da informação.

8 responses to “Pára-quedista Policial ou Policial pára-quedista”

  1. Wesley says :

    Parabéns 09. Belas palavras, retratou bem o sentimento daqueles que representam a PMDF no ar.
    Parabéns irmão.

    Caveira!!!!!!!!!!!!!

    09/01

  2. pqd_fab_79021 says :

    Boa tarde , audazes paraquedistas! Belas palavras. Vcs estão de parabéns! Eu sinceramente não tinha noção que existiam tantos policias militares que, por conta própria se tornavam paraquedistas. Sou pqd tbm, servia no PARA-SAR, mas realizei o curso na áera de estágio da Briagada Paraquedista do Exército, onde já tive a oportunidade de ver militares do Bope. Já vi também alguns militares, não só do Bope, como de outros Batalhões da PM realizando o Curso de Resgate e Salvamento (RESGATE-SAR), ministrado pelo Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento, ou PARA-SAR, como é mais conhecido. Antigo, PARA-SAR, agora Esquadrão de Operações Especias, quando ainda era sediado na Base Aérea dos Afonsos, também ministrava instruções de Operações Helitransportadas, com apoio de helicópteros do 3º/8º Grupo de Aviação, e de rapel. Agora, por questões estratégicas, o PARA-SAR mudou de nome e de lugar. Agora está no Mato Grosso, mas continuam mantendo acessa a mística do combatente aeroterrestre do Brasil. E eu aqui, na Base Aérea dos Afonsos, vou levando a vida, vibrando, saltando e cumprindo a missão, principalmente, me preparando pra alcaçar a minha caveira. Brasil, Acima de Tudo. PQD 79021

    • Carlos Melo says :

      Obrigado camarada!
      Estivemos com todos eles em algumas missões por aqui e no Rj também!
      A próxima é o recorde brasileiro que será realizado nos EUA!
      Boa sorte na conquista da sua caveira!
      Grande abraço!!
      Velame!

  3. Diego says :

    Por que vocês não realizam o curso pelo o Exército? Isso é uma coisa que eu nunca entendi; recebi informações da Brigada PQDT no RJ, que a inscrição no curso depende apenas da permissão da instituição do candidato que pretende prestar o curso.

    Por que não fazem pelo o EB? Tem gente que faz?

    Sairia muito mais em conta, além de ser um curso militar reconhecido.

    De qualquer forma; parabéns pela garra que tens tido!!!

    Abraços e desculpe por qualquer besteira que eu tenha dito.

    • Carlos Melo says :

      Olá Diego!
      A questão não é só fazer o curso no EB.
      Temos feito cursos no EB em diversas ocasiões e temos recebido militares não só do EB no BOPE, mas da Marinha e Aeronáutica também.
      A questão de realizar o curso na própria OM é que ele é planejado de acordo com as necessidades da cidade e da Unidade principalmente.
      Temos uma missão diferente do EB, em consequência, o treinamento também varia.
      Grande abraço!

      Força e Honra!

  4. Diego says :

    Mas é possível um policial militar formar-se PQD pelo EB, já como policial?
    Sabe se é possível camarada?

  5. Diego says :

    Outra pergunta; o curso de paraquedismo dos senhores, resume-se a aulas de paraquedismo ou tem todo um curso físico por trás, remontando o PQDT do EB?

    • Carlos Melo says :

      Somente aulas de salto!

      Atenciosamente,

      Carlos MeloPolice Por definio, o homem da guerra nobre! recargatatica.wordpress.com

      Em 15 de agosto de 2013 07:01, Recarga Ttica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: